Quero adotar! O que eu preciso fazer?

Bom, em primeiro lugar, eu devo dizer, é ter certeza de que é isso mesmo o que você quer. Nenhuma criança é perfeita, então, não idealize. Pesquise e estude bastante. Acalente essa ideia!

E SIM! Você pode adotar! Qualquer pessoa acima dos 18 anos pode adotar: casais hetero, casais homoafetivos, solteiros, viúvos, pessoas em união estável… As únicas restrições em nossa lei são (a) a diferença de idade entre as partes deve ser de, no mínimo, 16 anos e (b) não é possível adotar seus netos ou seus irmãos.

OK, então, você tem certeza. Vamos ao passo-a-passo:

  1. Procure a Vara da Infância e Juventude do seu município. Não, você não pode escolher a cidade em que você quer dar entrada, tem que ser no seu município. E em cidades grandes, pode ser que exista mais de uma comarca, então procure saber qual é a sua. Dê uma pesquisada no Google. Neste site também tem uma lista bem fácil de acessar:  Clique AQUI
  2. Iniciar o processo de habilitação. Para entrar na famosa “fila da adoção” você deve passar por uma avaliação psicossocial para se tornar APTO. Cada comarca vai ter a sua própria logística, o que significa que pode haver algumas diferenças na ordem do processo de acordo com a Comarca. Mas as etapas são as seguintes: Envio da documentação – que também pode variar, mas via de regra, os documentos são identidade; CPF; certidão de casamento ou nascimento; comprovante de residência; comprovante de rendimentos ou declaração equivalente; atestado ou declaração médica de sanidade física e mental; certidões cível e criminal; Participação nos cursos dos Grupos de Apoio à Adoção – que serão recomendados pela sua Comarca; Entrevista técnica com psicólogos e com assistentes sociais; Visita domiciliar. (Quer saber como fiz para dar entrar no processo de habilitação? Toda a documentação que levantei? CLIQUE AQUI)
  3. Escolhendo o perfil. Durante a entrevista com a equipe multiprofissional você será indagado/a sobre  o perfil da criança desejada. Você poderá escolher a idade, sexo, cor, estado de saúde e se aceita ou não aceita grupos de irmãos, pois geralmente irmãos só podem ser adotados juntos.
  4. Habilitação.Correndo tudo bem, à partir do laudo da equipe técnica e do parecer do Ministério Público, o juiz dará a sentença. Sendo favorável você e, se houver, seu companheiro/a receberão um cerificado e ficarão, então, HABILITADOS, ou seja, entrarão na fila de espera.
  5. A fila. A partir daí é só aguardar aparecer uma criança que se enquadre no perfil escolhido, sendo respeitada a ordem da fila. O perfil escolhido vai influenciar diretamente no tempo de espera, por exemplo, quem só aceita bebês ficará mais tempo na fila do que quem aceita crianças mais velhas. Mas é importante dizer que o tempo de espera não deve determinar a sua escolha, para evitar arrependimentos e frustrações pra você e para seu futuro filho/a. Cada um conhece seus desejos e limitações.
  6. A ligação. Então chega o grande dia. Vem a ligação mais aguardada por todos nós, da Vara informando que localizaram uma criança com seu perfil e que a sua vez chegou.  Via de regra, vão lhe contar a história da criança, se houver interesse, você vai conhecê-la pessoalmente. Se o interesse permanecer inicia-se o estágio de convivência.
  7. Estágio de convivência. Nesta etapa, você poderá visitar a criança no abrigo, depois poderá passar finais de semanas juntos e se tudo continuar dando certo, você ajuizará a ação de adoção no cartório. Quando a guarda provisória for concedida, seu filho/a passará a morar com você. Apenas depois da conclusão do processo de adoção é que uma nova certidão será emitida para a criança com o nome da nova família. A adoção tem caráter irrevogável, ou seja, não pode ser desfeita.

 

Enfim, esse é um resumo simplificado dos procedimentos para a adoção. Como já disse, algumas etapas podem variar de acordo com cada comarca, com cada juiz.

Espero ter ajudado. Quaisquer dúvidas, deixe um recadinho pra mim.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Portal CNJ (http://www.cnj.jus.br/programas-de-a-a-z/infancia-e-juventude/cadastro-nacional-de-adocao-cna)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s