Sem categoria

Sobre o sistema Quero Uma Família

logo

Gente! Pra vocês verem como sou super comprometida, faz mais de UM ano que postei sobre a apresentação do sistema Quero Uma Família e disse que voltaria a falar sobre ele com mais detalhes.

Não fazia ideia de que já tinha se passado um ano. Ou seja quando a gente não está contando o tempo passa rápido, mas quando a gente se apega aos dias, semanas e meses, o mesmo tempo se arrasta (por exemplo, minha habilitação).

Mas vamos logo ao assunto.

O sistema Quero Uma Família foi desenvolvido e é mantido pelo Ministério Público do Rio de Janeiro e tem como objetivo principal promover o encontro por adoção entre filhos e pais, através da busca ativa. ❤

Resumidamente, a busca ativa consiste na procura, pelos habilitados à adoção, por seus filhos, sem que seja necessária a espera do contato da Vara. E essa busca passou a ser intermediada pelos grupos de apoio à adoção em pareceria com os juízos ou com o Ministério Público. Mas a busca ativa só pode ser feita em casos de adoção necessária, ou seja, crianças ou adolescentes que não tem pretendentes compatíveis no Cadastro Nacional de Adoção (CNA), de um modo geral são os casos de adoção tardia, de irmãos e especial.

O sistema Quero Uma Família visa promover justamente essa busca ativa, mas sem intermediários. Ele permite que o próprio habilitado tenha acesso às informações  das crianças aptas à adoção que não possuem pretendentes no CNA.

Para acessar o sistema é necessário estar habilitado e enviar sua documentação, preencher seus dados e então você receberá uma senha, por e-mail.

Para mais informações, acessem o site. Porque agora eu vou contar o que eu achei do programa.

A página inicial tem os dados estatísticos dos perfis das crianças. E, gente, vocês sabem, eu ADORO gráficos e análises de dados. No caso, eu não vou postar os números aqui, porque o sistema é sigiloso.

E em outra aba tem os perfis das crianças aptas à adoção, como já disse, são crianças que não encontraram pretendentes no CNA. Então, tem o nome, a idade, a condição de saúde, se tem irmãos e quantos e a foto <3.

Eu adoro a ideia do sistema, acho muito útil mesmo, e espero que ele continue e ajude ainda muitas famílias! Mas não consigo não achar estranha uma lista de pessoas. E sim, é um choque de realidade. Ainda que eu saiba através de números qual a realidade das crianças e adolescentes disponíveis para adoção, ver os rostinhos é de cortar o coração. E acho que essa é também a intenção, colocar um rosto, um nome para aqueles perfis de busca ativa: “X, 10 anos, negro, sem irmãos procura família”. Pelo sistema eles tem nome e um rosto.

Bem, então, se você encontrar uma criança compatível e quiser se abrir à novas possibilidades, você clica no botão “gostaria de obter mais informações” e então os administradores do sistema entrarão em contato com o juiz responsável e uma aproximação pode ser feita. Mas eles deixam claro que isso não é garantia de adoção, obviamente, né? Essa é só uma ferramenta para facilitar os encontros.

Eu, por enquanto, estou só passeando pelos perfis das crianças e refletindo muito sobre tudo. Eu não acho que vou mudar meu perfil nesse momento, mas vivo sonhando, quem sabe, que se meu filho ou filha estiver por lá fica bem mais fácil de encontrar.

Pra fechar esse post, vou deixar esses versos de Fernando Sabino, do livro “O Encontro Marcado”, que estão também no fim da cartilha do sistema (vou deixar tudo linkado no final):

De tudo ficaram três coisas…

A certeza de que estamos começando…

A certeza de que é preciso continuar…

A certeza de que podemos ser interrompidos antes de terminar…

Façamos da interrupção um caminho novo…

Da queda, um passo de dança…

Do medo, uma escada…

Do sonho, uma ponte…

Da procura, um encontro! 

Site Sistema Quero Uma Família

Cartilha Sistema Quero Uma Família

Manual Do Usuário

Espero que tenham gostado. Até breve!

“Cada dia mais perto.”

Anúncios

5 comentários em “Sobre o sistema Quero Uma Família

  1. Oi, Joy, o Fórum do Recife lançou um programa parecido, o “Projeto Família”, só que eles vão além: disponibilizam foto, nome, idade e uma brevíssima descrição das crianças, geralmente, grupos de irmãos, na página deles no Facebook (!!!). A página é aberta a habilitados e não-habilitados, enfim, a qualquer pessoa. É óbvio que algumas pessoas reclamaram que era exposição demais das crianças, e que parecia uma vitrine. Mas parece que o programa está dando certo, porque é mais um canal de aproximação entre pretendentes e possíveis filhos, e, quem se interessar, terá que passar por toda a habilitação de toda forma. O perfil deles no FB é este, onde dá para ver alguns casos de sucesso: https://www.facebook.com/cejapernambuco/

    Eu também não gosto do sistema “lista de pessoas”, mas confesso que adorei ficar olhando para as fotos, descrições das crianças e os posts de sucesso… : ) Enfim, é complexo, mas, no geral, sou a favor do programa.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Interessante. Realmente eu já tinha visto umas fotos circulando pelos grupos sobre adoção no facebook.
      Realmente, é polêmico, dá um certo mal estar, né? Sei lá… rs mas se está ajudando as crianças a encontrar suas famílias, é o que importa no final das contas.
      As fotos desse programa de Recife são mais bem feitas, mais bonitinhas. rs. Não estou falando das crianças não, estou falando do estilo de foto mesmo.
      Bjos.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s